Comemorado no dia 6 de janeiro, o Dia de Reis, segundo a tradição cristã, seria aquele em que três reis magos, vindos do Oriente e sob a orientação da estrela de Belém, levaram presentes para adorar o menino Jesus, que havia acabado de nascer.

Três Reis Magos e três presentes sagrados

Apesar de serem chamados de reis, Baltazar, Gaspar e Belchior (ou Melchior em algumas literaturas) não possuíam tal título. Acredita-se, ainda, que estes poderiam ser sacerdotes, conselheiros ou até mesmo astrólogos ou astrônomos — uma vez que dominavam a geolocalização por meio do posicionamento das estrelas.

Também contradizendo o que diz o conhecimento popular, o trio nunca viajou junto com destino à manjedoura. Cada um deles partiu de sua localidade de origem e chegou, inicialmente, ao palácio de Herodes, procurando pelo “Rei dos Judeus”.

Segundo o Evangelho de Mateus, somente após a estrela guia-los até o cruel Herodes é que finalmente parou sobre o local onde o Jesus se encontrava.

"E vendo a estrela, alegraram-se eles com grande e intenso júbilo.
Entrando na casa, viram o menino, com Maria sua mãe. Prostrando-se, o adoraram; e abrindo os seus tesouros, entregaram-lhe suas ofertas: ouro, incenso e mirra.
Sendo por divina advertência prevenidos em sonho a não voltarem à presença de Herodes, regressaram por outro caminho a sua terra.”

(Mateus 2:10-12)

Acredita-se que os presentes, além do significado espiritual, juntamente com a visitação dos magos, seria um resumo do evangelho e da fé cristã. Cada presente tem uma história para contar, trilhando toda a trajetória de Cristo.

  • Pedra Pirita

    Belchior presenteou com ouro

    O mais velho dos reis magos, Belchior é descrito como um senhor de aproximados setenta anos, de barba e cabelos brancos. Acredita-se que ele partiu de Ur, terra dos Caldeus, na antiga Suméria, e trazia consigo ouro.

    Na maior parte das interpretações, o ouro está relacionado a realeza, a nobreza, e era oferecido somente aos deuses. O ouro representa assim a realeza daquele Menino que todos acreditavam que vinha reinar os Judeus. Em outros casos, o ouro também representa a providência divina em que um anjo avisa José para que fuja ao Egito com Maria e Jesus.

    O aviso em questão evitaria que Jesus fosse morto no Massacre dos Inocentes, ordenado por Herodes (que temia perder o trono) a todos os meninos de Belém com até 2 anos de idade.

    Na loja WeMystic não temos ouro, mas você pode adquirir uma pedra pirita, o "ouro dos tolos" e dessa forma ter um pouquinho desse presente que Belchior ofereceu a Jesus.
    CLIQUE AQUI PARA VER PEDRA PIRITA
  • Incenso de Olíbano

    Gaspar ofertou incenso

    Diz-se que Gaspar era o mais jovem dos três, em torno de 20 anos, de aspecto robusto. Sua viagem iniciou em uma distante região montanhosa perto do Mar Cáspio, e com ele trazia incenso como alusão à divindade. O incenso representa a divindade do Menino, já que o incenso ainda hoje se é utilizado para exprimir honra e adoração a Deus. 

    No livro de Salmos (141:2), o incenso assume a representação da fé, uma vez que é usado em templos para simbolizar a oração que chega a Deus, assim como sua fumaça sobe aos céus.

    Você sabia que o incenso ofertado a Jesus por Gaspar foi o Incenso de Olíbano? Acenda esse incenso em sua casa e se deixe contagiar pelo aroma da espiritualidade.
    CLIQUE AQUI PARA VER Incenso de Olíbano
  • Essência de Mirra

    Baltazar levou mirra

    Baltazar já foi descrito como mouro, fisicamente com a barba cerrada e aparentando em torno de 40 anos. Partiu do Golfo Pérsico, na Arábia Feliz (ou Arábia Felix) levando consigo um pouco de mirra.

    A mirra é um arbusto espinhoso do qual se extrai uma poderosa resina com propriedades medicinais — especialmente antissépticas. Desde o Egito Antigo, essa substância era utilizada em embalsamamentos. Também era usada como incenso e em celebrações religiosas.

    Simbolicamente, esse presente nos remete ao martírio e morte de Jesus, já que um composto de aloés e mirra foi utilizada para embalsamamentos. Também era usada como incenso e em celebrações religiosas. A mirra representa, desta forma, a humanidade de Jesus, que apesar de ser Filho de Deus havia de morrer para salvar o mundo.

    Você pode ter em sua casa o aroma de mirra usando a essência de mirra para atrair apenas vibrações positivas para o seu ambiente.

    CLIQUE AQUI PARA VER Essência de Mirra

As comemorações do Dia de Reis

No Brasil, até o ano de 1967, o Dia de Reis era considerado feriado nacional. No entanto, aos poucos foi-se perdendo esse costume, ainda que a data permaneça santa, junto ao Natal. Aliás, a tradição de trocar presentes no Natal se deve aos Magos, que celebraram o nascimento de Cristo com itens preciosos.

Em algumas localidades ainda é possível encontrar celebrações com muita música conhecidas como “folia de reis”. Elas têm início em 24 de dezembro e terminam no dia 6 de janeiro, dia em que o menino Jesus foi encontrado.

Ainda em 6 de janeiro, consideram-se encerradas as festividades natalinas, sendo este o dia para desmontar árvores de Natal, presépios e qualquer enfeite relacionado.

A WEMYSTIC utiliza cookies - pequenos ficheiros informativos - para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar, aceita que o façamos, a não ser que altere as suas definições, pelo que queremos que consulte a nossa Política de Cookies, antes de prosseguir, aqui.

Entendi