O que são as terapias alternativas?

O termo terapias alternativas engloba uma série de práticas e técnicas muito abrangente. É considerado como terapia alternativa ou medicina alternativa toda prática de cura e prevenção da saúde que não segue a medicina convencional. Nesse grupo estão presentes terapias da milenar medicina tradicional chinesa, como a acupuntura, bem como outras práticas como a cromoterapia e aromaterapia, por exemplo.

Como elas atuam?

Cada terapia tem sua particularidade. Entretanto é seguro afirmar que as terapias alternativas buscam tratar do corpo como um todo, não apenas do corpo físico. O olhar da terapia alternativa é perceber como o corpo emocional e energético de cada pessoa pode influenciar na sua saúde. Muitas vezes o corpo físico não apresenta razões de queixa, mas os sintomas estão presentes na vida do paciente – e nem tudo é um caso de saúde mental que deve ser tratado com medicamentos.

Outro princípio que rege a maioria das terapias alternativas é o da prevenção. A medicina convencional trabalha principalmente com o tratamento de doenças. A prevenção se resume, em muitos casos, na aplicação de vacinas. O acompanhamento do paciente, do seu corpo físico, emocional e energético, é superficial. Quando vamos ao médico ele nos pergunta: “Quais são os sintomas? Quais são as razões de queixa? ”. Enquanto as terapias alternativas buscam equilibrar o todos os seus corpos – físico, emocional e energético.

O equilíbrio do corpo como um todo

Vamos deixar aqui algumas reflexões: você já foi ao médico com alguma queixa e após fazer exames não foi encontrado nenhuma razão física? Você já acordou sentindo que seu corpo físico está bem, mas sua energia está baixa? Como pouca vontade de levantar e viver a vida? Quando sua vida emocional está abalada você sente que seu corpo físico também sofre? Esses são princípios básicos que a medicina alternativa presta muita atenção. A união do bem-estar em todos os corpos é o ideal para uma vida em equilíbrio e harmonia.

Por que muitas pessoas descreditam as terapias alternativas?

Essa é uma questão muito complexa, e muito dos profissionais de saúde que questionam a eficácia desse tipo de medicina batem na tecla de: resultados comprovados. Algumas terapias alternativas não deixam dúvida de sua eficácia e a classe médica reconhece seus princípios e benefícios, como acupuntura e a homeopatia, por exemplo. Para outras terapias, já não têm tanta aceitação pois procuram resultados práticos e racionais em terapias que não funcionam dessa maneira. Cada terapia trata do paciente como único, que gera respostas diferentes aos tratamentos. Não é “dar um remédio e em 5 dias você estará curado”. Cada paciente tem uma resposta ao tratamento. E por isso é difícil apontar resultados concretos maiores do que “uma simples sensação de bem-estar”.

Respeito e credibilidade das terapias alternativas

Antes de pensar que as terapias alternativas são apenas uma pseudociência que não funciona, convidamos para estudar sobre elas e perceber seus princípios. Elas são resultado de anos de estudo e de prática, de inúmeros pacientes que viram seus problemas resolvidos ou aliviados a partir delas. A medicina ortomolecular foi criada por um químico que ganhou o Nobel da Química e da Paz. O Reiki e a acupuntura são práticas no oriente há milhares de ano com benefícios incalculáveis. A terapia com florais foi difundida por médico inglês Edward Bach muito respeitado. A fitoterapia é a utilização de ervas e plantas no tratamento, que é a base de grande parte da medicação alopática que temos hoje em dia. Por fim, as terapias alternativas não estão presentes na saúde pública para substituir a medicina convencional. É uma medicina complementar que visa prevenir problemas e tratar dos pacientes da forma mais humana e equilibrada possível.

 

Estes são os produtos que recomendamos para você:

A WEMYSTIC utiliza cookies - pequenos ficheiros informativos - para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar, aceita que o façamos, a não ser que altere as suas definições, pelo que queremos que consulte a nossa Política de Cookies, antes de prosseguir, aqui.

Entendi